segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Suas Curvas
Suas curvas me lembram o amor
Deslizarei por elas por onde eu for
Não me preocupo se existe perigo
O que eu quero é encontrar no seu corpo
É um abraço amigo,
Tatuagem miragem arrepio e sedução
Seu corpo me traz a poesia
Leva-me ao mundo de sintonia
Onde sereno eu repouso minha alegria
E derrapo de encontro ao seu coração,
Seu corpo é templo do amor
Descanso e abrigo pra dor
Seu corpo é a minha paz
Perco-me no seu deserto
Pra não voltar atrás,
Eu quero seu corpo deitado
Ao lado do meu
Merecendo o afago do amor
Que é todo seu
Em caminhos de sonhos que não se perdeu,
Seu corpo é a perfeição
É obra de arte e canção
É perfume de alma
É toque que não se perde
Receita que o meu coração acalma.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Livro dos Dias
A Tempestade

O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

7 comentários:

juniorypriscila disse...

Lindo espaço.
Beijinhos
juniorypriscila@hotmail.com
http://contoseroticosdejuniorypriscila.blogspot.com

♫*Isa Mar disse...

Lindo,caliente e envolvente.
Quando tiver um tempinho passa lá nos "Versos Meus", será um prazer recebê-lo.
http://poetandosemfronteiras.blogspot.com/
Beijos e uma ótima semana!

Simone butterfly disse...

obrigada pelo carinho de sempre, beijos querido amigo, forever!!

ana costa disse...

Terna, linda e sensual!
Essa a declaração de amor que qualquer mulher sonha ouvir!
Parabéns

SOL da Esteva disse...

Everson

Percorres os caminhos da sensualidade com Amor.
Belo Poema

Abraços

SOL

MARILENE disse...

Suas palavras encantam o amor já encantado que vai no coração.
Lindo poema!
Bjs.

OceanoAzul.Sonhos disse...

O corpo é naturalmente poetico, com sua beleza intrínseca, você descreve isso na perfeição.

Um abraço
oa.s