quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Coisas da Vida
Achei uma moeda
Ao me perder no caminho
Encontrei um amigo
Quando estava sozinho
Fui num jardim
E não tinha mais flor
Mas encontrei no dicionário
O significado do amor
Corri pela chuva
Desenhei um coração
No embaçado da vidraça
Esperei você chegar
Mas essa hora louca que não passa
Passaram muitos dias
E você não veio a mim
Foram varias noites frias
Sem seu perfume de jasmim
Andei fora da calçada
O tempo transforma o amor
Em definitivamente nada
Mas eu não posso entender
Se esse era amor real
Como pode me esquecer?
Encontrei com uma árvore
Onde tinha gravado um coração
Meu nome e o seu
Ainda estavam lá
Porque você não vem então?
Deixe quieto
Deixe pra lá
Esse papo já está ficando sem graça
Então sentei naquele mesmo banco
Naquela que era a nossa praça
Olhei pro céu
O sol se despedia
Eu implorei pela chuva
E ela teimosa não caia
Então contei estrelas
A sua não estava mais por lá
A minha solitária e ferida
Continuava a chorar
Peguei meu violão
Que estava tão calado
E toquei uma canção
Ao amor desesperado
Depois calei a minha voz
Rabisquei uma poesia
E fui dormir
Pois já era madrugada
E a rosa em minha mão
Já estava com sua pétala fria
Beijei seu travesseiro
E caí num sono profundo
Fui sonhar com sua paz
Pra redescobrir seu mundo
Parecia loucura
Mas era real
Sobrou do nosso amor
Apenas um tchau.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A Rosa Beijada
Trago te hoje uma rosa beijada pela madrugada,
Lavada com uma lagrima do orvalho da noite,
Deixo-te um carinho e um desejo,
Que o seu coração encontre a paz
Nesse caminho infinito
Que no horizonte onde a nuvem se desfaz
Ecoem distante o seu grito
E entre luas e estrelas
O vento te traga o amor
Na paciência das ilhas
Que o seu mar mude de cor
Entre olhares e cílios
Que se perdem pelo ar
No rodízio da vida
Eterna arte de amar
E que essa rosa beijada
Beije a você também
Acolha-te no colo
E se faça encantada
Por te querer tanto bem
Sereno e suave é o luar
Que te beija no meu jardim
Repousa todo o seu cansaço
Na paz que mora dentro de mim
Sorriso de um rosto de anjo
Macias como nuvens de algodão
São suas pegadas na areia
E a textura do seu coração
Eu te quero menina na chuva
Na arte da vida de amar
Encharcados corpos e cabelos
Enquanto a chuva não passar
Eu te abraço
Eu te beijo
Eu perco a razão
Nas curvas perigosas da sua estrada
Numa colisão de paixão.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

domingo, 27 de janeiro de 2013

Bolas de Isopor
Sobrevoam minhas madrugadas
Confundem-me tudo
Não me explicam nada,
Pairam sobre os céus dos meus pensamentos
Não me deixam em paz
Tiram-me o sossego a todo o momento,
São leves como sonhos
Ágeis como o ar
Desgovernadas sem direção não sei onde vão parar,
Logo que me deito pra dormir
Elas começam a voar
Conto uma, duas um milhão preenchendo todo o ar,
Como o sono se perde
Levanto-me e vou pra janela
E lá estão elas no céu, agora multicoloridas formando uma aquarela,
Vento louco de onde vem?
Traga pra mim de volta o amor
E leve pra longe essas bolas de isopor,
Eu travo uma corrida insana
Com a sombra num holofote
E na grandeza da noite sem fim, lá vem bolas de isopor se encontrar a mim,
Bolas montadas no céu, navegando no mar, em ruas escuras da cidade
Lembram das noites que passamos juntinhos
E tínhamos cumplicidade,
Não sei se é loucura ou se realmente as vejo ao meu redor
Só sei que são tantas as bolas de isopor
Que moldam a beleza do seu corpo que eu conheço de cor,
Peço insistente ao mundo que me deixe à lucidez
Que leve pra longe a loucura
E deixe o amor invadir-me de vez.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Todas as Cores do Teu Olhar
Verde
Azul
Mar e oceano
Mel de abelha
Reflete do alto
Arco-Íris
Que moldura da paisagem
Encerra tempestade
Cor de fruta madura
Pedido a mordida
No pecado da mistura
Em madrugada perdida
Cor de escuridão
De poesia da alma
Na pureza do coração
Cor de estrela que cai
Só pra beijar a areia
E se a onda vier buscar
Ela ainda vira sereia
Se o teu olhar é cor
Mas tocante do infinito
Os teus lábios têm o sabor
Do contorno mais bonito
Pequena menina
Jogada na cama
Tua vida é uma sina
A verdade de quem ama
Teus desejos de mulher
Ninguém segura esse chama
Terá tudo que quiser
Da madrugada que ao luar reclama.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

A Porta Fechada 
(Closed Door)
Quando aquela porta se fechou
Não mais vi o seu sorriso
Nem senti o perfume dos seus cabelos
Não ouvi os seus suspiros
Não atendi mais aos seus apelos,
Quando aquela porta se fechou
O mar desapareceu no horizonte
A lua sumiu atrás do monte
Estrelas fugiram no céu
Cometas rasgaram o peito e quebraram o anel,
Quando aquela porta se fechou
Morreu a ultima flor do meu jardim
Perdeu no tempo você de dentro de mim
Perdi-me pela estrada e encontrei o fim
E passo madrugadas me sentindo triste assim,
Quando aquela porta se fechou
Eu entendi que era a ultima pagina do nosso livro
Era finalmente a quebra do encanto e do adeus
Eram últimos segundos dos seus planos e dos meus
Era o sangue que escorria numa pétala rasgada, pelos dedos seu,
Quando aquela porta se fechou
Fui embora e nunca mais te vi
Mesmo estando longe eu te sinto aqui
Pelos momentos de amor que eu vivi
Em que chorei e sofri,
Quando aquela porta se fechou
Nosso banquinho ficou vazio ali na praça
Todo sorriso era impuro e sem graça
O amor se perdeu pela fumaça
E uma estrela se apagou anunciando o fim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

domingo, 20 de janeiro de 2013

Taças
Mais uma dose
Só se for de amor
Não quero ficar jogado
Abandonado feito jardim sem cor
Mais uma dose
Quero sim
Desse seu corpo ardente e macio
Rebuscando o prazer dentro de mim
Mais uma dose
Do seu beijo
Do seu calor
Do seu desejo
Mais uma dose
A nos embriagar da vida
Fazer brilhar os sonhos em olhar
Nessa estrada colorida.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

À Deriva do Amor
Meu coração perdido
Na imensidão do mar
Nos mistérios mais profundos
Nesse desejo louco de amar
Quer acolhimento
Do amor em perfeição
Quer a poesia da sua alma
Seu olhar e coração
Mas enquanto você não vem
Ele fica a navegar
Aportando em qualquer ilha
Na esperança de encontrar
Um desejo e um carinho distante
O brilho do seu olhar
Reluzindo como um diamante.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Um Brilho Diferente no Olhar
Era tarde de verão
Seu corpo pedia amor
Leve estava seu coração
O céu tinha a mais bela cor
Senti um toque de sedução
Algo diferente pelo ar
Você estava mais serena
Tinha um brilho diferente no olhar
Chegou perto de mim
Acariciou meu rosto e disse
Eu te amo.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98 

domingo, 13 de janeiro de 2013

Bronzeando do Amor
Ali ao som do vento
Olhar fixo na imensidão do mar
Ela curte a delicia do momento
E acredita num sonho que irá se entregar
Ao puro calor do sol
Onde o corpo arde em movimento
Na claridade que acende seu farol
Dessa poesia em contentamento
Forte menina que te quero vida
Alma colorida de um amor
Que de tanto cuidar curou a ferida
E hoje toca guitarras rumo ao infinito
Em acordes de desejos inquietos
Aonde ecoa seu canto aflito
Na pureza do coração que eu quero tocar
Bronzeando de amor a sua pele a arrepiar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Pensamento 1
Muitos sonhos se perdem, num vazio, no infinito, muitas vezes a falta das palavras, o silêncio, representa a força do nosso grito.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Calcinha
De renda sua textura
Moldando pele macia
Traduz sonhos na cama escura
Enquanto eu lhe tiraria
Perfumada pelo desejo
Eu te arranco com um beijo
Arrepiando seus sentimentos
Desvendando seus momentos
Calafrios em pensamentos
Que num toque se entregou
A essência do amor
De quem veio e lhe beijou.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Além da Escuridão
Um olhar vazio
Um corpo perdido
Palavras sem nexo
O amor sente frio
Tudo é desejo e sexo
Eu não encontro minha alma
Muito menos minha calma
Eu não vejo o luar
E na vertigem do seu beijo
Eu não sei
Aonde esse caminho vai me levar

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

domingo, 6 de janeiro de 2013

A Menina do Portão Azul
Quem é você menina?
Que veio de longe
Ofertou-me teu olhar
Pegou meu coração
E levou ele pra bem longe
Onde eu jamais pude alcançar
Hoje com olhos tristes eu fiquei
Ao saber que não vai mais voltar
Ao menos guarda meus sentimentos
Como uma ilha solitária
Guarda todos os segredos do mar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Amar Alguém é...
Doar a ultima gota de água do Oasis
Pintar a lua de prateado com o brilho do olhar
Contar estrelas e escolher apenas u ma pra te dar

É ter responsabilidade de cuidar de uma alma
Acariciar todos os dias o mesmo coração
Cuidar com fidelidade carinho e zelo
Ser a única rima perfeita de sonhar

Desviar o olhar pra sintonizar o horizonte
Suspirar no mesmo compasso da madrugada
Desejar os mesmos desejos de amor
Flutuar na mesma nuvem em direção aos sonhos

Afinar o violão à sua voz
Cantar no tom da sua alma
Dançar na harmonia do seu corpo
Finalizar a noite com um beijo sonolento

Enfim...
Amar alguém é...
Realizar pra essa pessoa tudo
Infinitamente tudo que ela sonhou e desejou
É conquistar todos os dias, com a mesma intenção do primeiro olhar,

Assim, como aconteceu de mim pra você,
Leve de mim meus versos
Guarde de nós a ultima flor
E quando for sonhar ou pensar em alguém
Dê-me uma chance,

Eu te amo.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Pele Morena
Pele morena
Um beijo
Desejo
Universo
Um verso
Sabor
Paixão
Coração
Emoção
Arrepios
Madrugadas
A espera
Do amor
Desafio
Insano e puro
Dos delitos
Dessa dor
Macia
Serena
Perfumada
Menina
Morena
Minha amada
Cabelos
Espalhados
Pelo branco
Do lençol
Sonhos acumulados
Na claridade
Do farol
Sorriso
Suspiros
Eu preciso
De você
No amor
Na poesia
Meu intenso
Meu querer
Minha menina
Minha pele
Minha morena
Seja minha
E faz da madrugada
A mais serena. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Amanhecer em Outono
Que nessa próxima manhã
Seja outono
Seja amor
Jogue pra longe o abandono
Enquanto o mundo muda de cor. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98