segunda-feira, 23 de maio de 2011

Buscando Seu "Eu"
Ela não tinha nome
Ela não tinha rosto
Muito menos telefone
Eu não sei qual o seu gosto
Jamais mostrou sorriso
Não deixava o vento tocar
Um horizonte impreciso
Deserto em frente ao mar
Suas fotos eram diferentes
Refletiam a outro alguém
Seus versos inatingíveis
Só a ela mesma
Que ela deseja o bem
Seu olhar não vê espelho
Seu corpo não tem alma
Queima o fogo em vermelho
Não tem verde esperança
Seu caminho não tem a calma
A cada pergunta que faço
A cada verso que escrevo
E a cada linha que traço
Eu não mais me atrevo
A subir essa escada
Passo a passo no compasso
Dessa menina
Tenho agora respostas pra tudo
Se é verdade ou mentira
Isso ela nunca saberá
E a primeira pedra
Quem atirará?

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite tambem:
O Livro dos Dias
A Tempestade

O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

Um comentário:

Sandra disse...

Parabéns amigo pelo lindo poema.
Sempre estamos procurando o nosso eu e o seu eu.. Procurarmos melhorar sempre.

TEMOS ALGUÉM MUITO QUERIDA EM COMUM. POR ISSO DEIXO O MEU CONVITE PARA TI. VENHA CONFERIR AQUI NESTE CANTINHO.
http://sandraandradeendy.blogspot.com/

AS AMIZADES SÃO COISAS MUITO ESPECIAIS QUE CULTIVAMOS. SÃO PÉROLAS EM CONCHA..
CARINHOSAMENTE DEIXO O MEU ABRAÇO
SANDRA