terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Angeli In Volo Venuti Dal Cielo
Nosso amor nasceu em paz,
Como o som do mar,
Que paira pelo ar,
Nuvens brancas de algodão,
Ou recortes de amor
Em velhos jornais,
Um perfume de jasmim,
Arco-íris cor de mel,
Anjos em vôo vindos do céu,
O sonho nosso amigo,
Nosso amor,
Nosso abrigo,
Era o frio do inverno,
O calor do verão,
Que faziam florescer
A primavera da nossa estação,
Estação de amor e calma,
Alimento para o corpo e para a alma,
O encontro do caminho
Que um dia foi perdido,
Saber viver a sorte,
Do que é proibido e permitido,
Num toque do infinito,
Mundo eterno e abstrato,
Nas canções do coração,
Teu sorriso num retrato. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

5 comentários:

Cristina disse...

Mi querido Everson, siempre es un placer disfrutar de tus letras!
Te dejo un fuerte abrazo, poesías y flores!

http://perfumederosasregalosamigos.blogspot.com/2012/12/felices-fiestas.html

Es un enlace de saludos para estas fiestas.

Naty Araújo disse...

O amor é alimento em todas as estações, a qualquer momento.

Que doce poema.

Ah, o amor, contagia a todos e nos deixam encantados, assim como em tuas palavras.

Natalia - Revelando Sentimentos

LUZ disse...

Oi Everson, querido!

O amor, parece que começa sempre bem, mas depois, e nem sei bem porquê sofre vendavais e num deles, ele se vai.
Sobram as recordações, um retrato, talvez.

Beijos da Luz, com ternura.

LUZ disse...

Bom dia, Everson!

Te desejo um dia feliz, com muito amor e alegria e que chova, já agora...

Beijos da Luz, com muita ternura.

LUZ disse...

Oi, eu de novo!

Dois comentários meus, aqui, no mesmo post?
Me enganei. Pensava, que estava comentando já o seguinte.

Não lamento a atitude. Ficou mais forte, assim, a nossa amizade. Eu dei palavras, você, também, mas em forma de poesia de amor.

Beijo bom, da Luz.